Não categorizado

COMO PREVENIR-SE DE DOENÇAS AUTOIMUNES

COMO PREVENIR-SE DE DOENÇAS AUTOIMUNES

Público alvo: leigo.

Pois é sim possível tentarmos nos proteger do desenvolvimento de uma doença autoimune. Apesar de os mecanismos que levam ao exato dessaranjo do sistema imune não serem conhecidos, veja abaixo a lista do que você deve evitar para estar protegido – principalmente se há casos de doença autoimune na família.

  • exposição UV – pelo sol ou lâmpadas fluorescentes, a exposição à radiação ultra-violeta pode gerar problemas sérios em casos de lupus eritematoso sistêmico e síndrome de Sjögren (síndrome sicca)
  • tabaco – a cada mês vemos mais doenças autoimunes relacionadas ao tabagismo, o caso mais severo e comprovado sendo a artrite reumatóide. Se você fuma a chance é bem maior de vir a ter arrite reumatóide que na população não-fumante, a doença também é mais severa e responde menos à terapêutica
  • exposição a bisfenóis (plásticos) – há efeitos hormonais e imunes após liberação de bisfenóis a partir de recipientes plásticos aquecidos; daí a admoestação para não se aquecer alimentos no micro-ondas em recipientes plásticos; idem para latas de alumínio e outras, que contêm camada interna com bisfenóis
  • obesidade – o aumento de leptina comprovadamente libera o sistema imune para a auto-agressão
  • baixos níveis de vitamina D – repor vitamina D a níveis aceitáveis auxilia o sistema imune a se recompor da desregulação às vezes maciça provocada por autoimunidade; aparentemente a melhor resposta a altas doses de vitamina D é observada em esclerose múltipla
  • sal na dieta – em 2013 artigo científico no New England Journal of Medicine mostrou que a ativação de linfócitos T auxiliares 17 sofre desregulação na presença de sal; sim, cloreto de sódio ou sal de cozinha
  • prolactina – medicamentos tipo bromocriptina já foram ensaiados para o tratamento do lupus, justamente pelo aumento da concentração deste hormônio na doença
  • estrógenos – muitas vezes retiro os anticoncepcionais orais e a doença autoimune se torna menos severa ou até desaparece; infelizmente isto não acontece com todas as pacientes
  • glúten – a doença celíaca é curada com dieta adequada, você pode ter intolerância ao glúten sem a doença plenamente desenvolvida, com poucos sintomas ou sem sintoma algum.
Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: